segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

MECENATO SUBSIDIADO PARA NÃO INICIANTES 2011

A FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA, de acordo com o contido na Lei Complementar nº 57/2005 e Lei Complementar de n° 59/2006, bem como no Decreto Municipal n° 1549/06, alterado pelo Decreto n° 661, de 26/06/2007, e com fundamento na decisão da Comissão do Mecenato Subsidiado, constante da Ata nº 146/2010, vem por meio deste Edital, regulamentar o procedimento para a seleção de projetos em todas as áreas das artes e da cultura descritas no art. 4º, da referida Lei. EDITAL N.º 259/2010 MECENATO SUBSIDIADO PARA NÃO INICIANTES 2011, as inscrições poderão ser realizadas no período de 10 de janeiro a 12 de março de 2011.

EDITAL Nº 259/10-FCC – MECENATO SUBSIDIADO PARA NÃO INICIANTES- 2011

O Presidente da Fundação Cultural de Curitiba, no uso de suas atribuições previstas na Lei nº 4545/73 e em consonância com o disposto no Decreto nº 1644/2009, comunica aos interessados, que realizará a SELEÇÃO DE PROJETOS, cujo objeto assim se resume.

1 OBJETO: SELEÇÃO DE PROJETOS no âmbito do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – PAIC, por meio do Mecenato Subsidiado, denominado EDITAL MECENATO SUBSIDIADO PARA NÃO INICIANTES – 2011.
Com fundamento no art. 3º, incisos I, alíneas “b” até “e” ; II, alíneas “b” e “d” e III, alíneas “a” e “b” da Lei Complementar n° 57/05, tem por propósito viabilizar o acesso dos agentes culturais locais aos mecanismos de incentivo fiscal estabelecidos na referida Lei, objetivando a seleção de projetos nas áreas das artes e da cultura elencadas no art. 4º, da Lei Complementar nº 57/2005, que tenham por objetivos promover a criação, produção e difusão artística e cultural; a preservação e difusão do patrimônio histórico, artístico e cultural; e ainda o estímulo ao amplo conhecimento dos bens e valores culturais.

Com fundamento na decisão da Comissão do Mecenato Subsidiado poderão ser inscritos projetos com o valor máximo de até R$ 88.000,00 (oitenta e oito mil reais).

2 INSCRIÇÕES: As inscrições poderão ser realizadas no período de 10 de janeiro a 12 de março de 2011 e deverão respeitar os procedimentos estabelecidos nas Normas Complementares ao presente Edital.

3 EDITAL E NORMAS COMPLEMENTARES: O Edital e as Normas Complementares poderão ser acessados no site
www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br
- link: Lei de Incentivo – Menu Mecenato 2011 – Editais/Inscrições
Poderá ainda ser obtido junto à Fundação Cultural de Curitiba, situada à Rua Engenheiros Rebouças, nº 1732 – Protocolo, Curitiba - Paraná, no horário comercial (8h30min às 12h e das 14h às 17h30min), mediante o pagamento das respectivas cópias.

Integram o Edital MECENATO SUBSIDIADO PARA NÃO INICIANTES - 2011, compondo o seu conteúdo normativo os seguintes itens cujo conteúdo poderá ser acessado nos endereços eletrônicos indicados, a partir do início do período de inscrição:

- Formulário de Inscrição –
site
www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br,
link - Lei de Incentivo, menu - Mecenato 2011 - Editais/Inscrições
- Normas Complementares
- site
www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br,
link - Lei de Incentivo; menu -Mecenato 2011 - Normas Complementares; e
-Manual de Prestação de Contas –
site
www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br,
link - Lei de Incentivo, menu - Prestação de Contas.

4 INFORMAÇÕES: As dúvidas e informações quanto ao Edital deverão ser dirigidas para
paicatendimento@fcc.curitiba.pr.gov.br

Curitiba, 21 de dezembro de 2010.
PAULINO VIAPIANA
Presidente

Clique
AQUI e acesse a íntegra do EDITAL N.º 259/2010 - MECENATO SUBSIDIADO PARA NÃO INICIANTES 2011.
Publicado no D.O.M. N.º95 de 21/12/2010

EDITAL Nº 258/10 - FCC – MECENATO SUBSIDIADO PARA INICIANTES – 2011

A FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA, de acordo com o contido na Lei Complementar nº 57/2005 e Lei Complementar de n° 59/2006, bem como no Decreto Municipal n° 1549/06, alterado pelo Decreto n° 661, de 26/06/2007, e com fundamento na decisão da Comissão do Mecenato Subsidiado, constante da Ata nº 146/2010, vem por meio deste Edital regulamentar o procedimento para a seleção de projetos em todas as áreas das artes e da cultura descritas no art. 4º, da referida Lei, EDITAL Nº 258/10 - FCC – MECENATO SUBSIDIADO PARA INICIANTES – 2011, as inscrições poderão ser realizadas no período de 10 de janeiro a 12 de março de 2011.

EDITAL Nº 258/10 - FCC – MECENATO SUBSIDIADO PARA INICIANTES – 2011

O Presidente da Fundação Cultural de Curitiba, no uso de suas atribuições previstas na Lei nº 4545/73 e em consonância com o disposto no Decreto nº 1644/2009, comunica aos interessados, que realizará a SELEÇÃO DE PROJETOS, cujo objeto assim se resume.

1 OBJETO: SELEÇÃO DE PROJETOS no âmbito do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – PAIC, por meio do Mecenato Subsidiado, denominado EDITAL MECENATO SUBSIDIADO PARA INICIANTES - 2011.
Com fundamento no art. 3º, incisos I, alíneas “b” até “e” ; II, alíneas “b” e “d” e III, alíneas “a” e “b” da Lei Complementar n° 57/05, tem por propósito viabilizar o acesso dos agentes culturais locais aos mecanismos de incentivo fiscal estabelecidos na referida Lei, objetivando a seleção de projetos nas áreas das artes e da cultura elencadas no art. 4º, da Lei Complementar nº 57/2005, que tenham por objetivos promover a criação, produção e difusão artística e cultural; a preservação e difusão do patrimônio histórico, artístico e cultural; e ainda o estímulo ao amplo conhecimento dos bens e valores culturais.
Com fundamento na decisão da Comissão do Mecenato Subsidiado poderão ser inscritos projetos com o valor máximo de até R$ 44.000,00 (quarenta e quatro mil reais).

2 INSCRIÇÕES: As inscrições poderão ser realizadas no período de 10 de janeiro a a 12 de março de 2011 e deverão respeitar os procedimentos estabelecidos nas Normas Complementares ao presente Edital.

3 EDITAL E NORMAS COMPLEMENTARES: O Edital e as Normas Complementares poderão ser acessados no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br- link: Lei de Incentivo– Menu Mecenato 2011 – Editais/Inscrições
Poderá ainda ser obtido junto à Fundação Cultural de Curitiba, situada à Rua Engenheiros Rebouças, nº 1732 – Protocolo, Curitiba - Paraná, no horário comercial (8h30min às 12h e das 14h às 17h30min), mediante o pagamento das respectivas cópias.

Integram o Edital MECENATO SUBSIDIADO PARA INICIANTES - 2011, compondo o seu conteúdo normativo, os itens seguintes, cujo conteúdo poderá ser acessado nos endereços eletrônicos indicados, a partir do início do período de inscrição:

- Formulário de Inscrição – site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br,
link - Lei de Incentivo, menu Mecenato 2011 - Editais/Inscrições
- Normas Complementares - site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br,
link - Lei de Incentivo”, menu Mecenato 2011 - Normas Complementares; e
- Manual de Prestação de Contas – site http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br -
Lei de Incentivo, menu - Prestação de Contas.

4 INFORMAÇÕES: As dúvidas e informações quanto ao Edital deverão ser dirigidas para paicatendimento@fcc.curitiba.pr.gov.br
Curitiba, 21 de dezembro de 2010.
PAULINO VIAPIANA
Presidente

Clique
AQUI e acesse a íntegra do EDITAL Nº 258/10 - MECENATO SUBSIDIADO PARA INICIANTES – 2011
Publicado no D.O.M. N.º 95 de 21/12/2010

Novos editais do Fundo Municipal da Cultura

A partir do próximo dia 10 de janeiro, a Fundação Cultural de Curitiba estará recebendo inscrições para seis editais do Fundo Municipal da Cultura, uma das modalidades do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Prefeitura de Curitiba, que concede apoio financeiro para a realização de projetos nas diversas áreas artísticas. Serão selecionados trabalhos a serem desenvolvidos ao longo de 2001, em dança, música e circo, além da escolha de mostras de artes plásticas para ocupação dos espaços públicos de exposições da cidade.
Os prazos de inscrição têm diferentes datas de encerramento: Pesquisa em Dança - 14 de fevereiro, Difusão em Música / Bandas de Garagem - 20 de fevereiro, Difusão em Música / Ópera Ilustrada - 15 de fevereiro, Música de Câmara na Capela Santa Maria - 12 de fevereiro, Difusão em Circo - 15 de fevereiro, Ocupação de Espaços para Exposições da FCC - 28 de fevereiro.
Os editais, regulamentos e formulários de inscrição estão disponíveis no site da Fundação Cultural - www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br, link "Lei de Incentivo", menu "Fundo Municipal - Editais/Inscrições". Ao acessar a página, os interessados encontram todas as informações sobre os valores concedidos e as obrigações pertinentes a cada área pretendida, além do número de projetos a serem selecionados e equipamentos disponibilizados. Todos os editais estabelecem uma contrapartida social, na qual os contemplados devem realizar cursos, oficinas e apresentações gratuitas para a comunidade.

Serviço:
Editais do Fundo Municipal da Cultura - Inscrições abertas a partir do dia 10 de janeiro de 2011.

Prazos para inscrições:
Pesquisa em Dança - até 14 de fevereiro
Difusão em Música / Bandas de Garagem - até 20 de fevereiro
Difusão em Música / Ópera Ilustrada - até 15 de fevereiro
Música de Câmara na Capela Santa Maria - até 12 de fevereiro
Difusão em Circo - até 15 de fevereiro
Ocupação de Espaços para Exposições da FCC - até 28 de fevereiro

Informações no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br, link "Lei de Incentivo", menu "Fundo Municipal - Editais/Inscrições".

(Imprensa/FCC - Editais 2011 - 23/12/10)

Resenha e Beleza

POESIA DO BRASIL - VOL. 11
ANTOLOGIA DO PROYECTO CULTURAL SUR BRASIL
, organizada
por Ademir Antonio Bacca e Cláudia Gonçalves acaba de ser lançado, no fim de 2010, reunindo 57 poetas. Ademir é um recordista na publicação de antologias, à frente do referido projeto, compilando as contribuições de participantes e simpatizantes do XVIII Congresso Brasileiro de Poesia de Bento Gonçalves, cidade serrana gaúcha, que ocorreu em outubro passado.
Inclui poetas veteranos como Ferreira Gullar e o emergente como o talentoso Diego Mendes Sousa, um octogenário e um jovem na casa dos vinte anos de idade. Curiosamente, com vínculo familiar... E também o poeta visual português Fernando Aguiar. Para citar apenas três nomes de uma plêiade que cobre todo o país, várias gerações, uma diversidade de estilos. Ou seja, um retrato parcial da poesia contemporânea brasileira. Uma façanha, num país com milhares de poetas ativos!!!

Mas cabe ainda ressaltar uma característica do projeto editorial que é levar a poesia à sala de aula, promover novos leitores para um gênero que já tem na juventude a sua maior força propulsora, tanto a produção como no consumo.

Edição bem cuidada. Muitos dos poetas incluídos na antologia já estão em no Portal de Poesia Iberoamericana. Outros entrarão, paulatinamente.

Um belo presente de Natal, com mais poesia.

Índice de Poetas:

Ademir Antonio Bacca; Alcides Buss; Alcione Guimarães; Ana Mari Tedeschi; Andréa Motta; Angela Carrocino; Aricy Curvello; Artur Gomes; Astênio C. Fernandes; Carpinejar; Cláudia Gonçalves; Cristina Leite; Dalmo Saraiva; Deisi Perin; Diego Mendes Sousa; Dinair Leite; Edival Perrini; Ednilson de Paulo;Eduardo Tornaghi; Eliane Martins; Fátima Borchert; Fernando Aguiar; Ferreira Gullar; FlaVcast; Geraldo Coelho Vaz; Haidê Vieira Pigatto; Hugo Pontes; letive Fianco D'Arrigo; Isabel Sprenger Ribas; Jacqueline Bulos Aisenman; Jair Pauletto; Jiddu Saldanha; KarlaJúlia; Kathleen F. Muller; Laura Esteves; Lourdes Sarmento; Luiz Eduardo Gunther ; Manuel M. Anguita; Marcelo Marinho ; Oscar Bertholdo; Raquel Martinez; Renato Gusmão; Ricardo Sant´Anna Reis; Ronaldo Werneck; Rosemari De Gasperi Foppa; Rubens Venâncio ; Sérgio Napp; Silvio Ribeiro de Castro; Suely de Freitas Martí ; Tanussi Cardoso ; Tchello d'Barros ; Telma da Costa; Túlio Henrique Pereira; Valéria da Silveira; Walnélia Pederneiras e Wanda Monteiro.
Participam diversos poetas paranaenses, estes estão grafados em azul no texto.Publicado originalmente no Portal Antonio Miranda

Convocatoria a la antología Nueva Poesía y Narrativa Hispanoamérica del siglo XXI

Convocatoria a la antología Nueva Poesía y Narrativa Hispanoamérica del siglo XXI (Desde Madrid, España)

Estimados compañeros de la palabra, Lord Byron Ediciones tiene a bien invitarlos a la convocatoria Pública de la Vigésima tercera edición especial de su antología titulada Nueva Poesía Hispanoamericana". La antología nuestra como ustedes saben es una de las más exitosas publicaciones a nivel internacional que difunde la Nueva Poesía escrita en nuestro idioma.
Los interesados enviar una selección entre 5 a 6 poesías y una ficha biográfica de máximo 15 líneas. O dos cuentos de máximo 4 folios. Enviarlo en formato Word. Luego de pasar la evaluación del comité de selección de la antología se les escribirá a los poetas seleccionados.
De los más de 100 participantes promedio que tenemos de nuestra convocatoria pública nosotros seleccionamos 25 participantes por edición. A los poetas que son seleccionados por estrictos meritos de calidad, por gastos de edición y envió de 3 ejemplares abonaran una suma de 100 euros vía la Agencia Wester Unión a la sucursal de Madrid-España a favor de Nombres:
Braulio Rubén
Apellidos:
Grajeda Fuentes

Les enviaremos a su domicilio con esa suma a poetas latinoamericanos y españoles, 3 ejemplares de nuestra antología. Y 150 euros a los que participen en narrativa y se les enviara 6 ejemplares.
La antología nuestra es una publicación de lujo, cuya carátula es plastificada en papel folkote americano calibre 14 a todo color, de más de 100 páginas de extensión, hecha en papel bond 80 gramos . Así como lo incluiremos en el foro privado con los poetas que participan de nuestra publicación. Estas antologías son enviadas no por correo simple sino por correo certificado, así que la entrega de las antologías es hecha de forma seria y segura.

Los poemas para esta edición se pueden enviar hasta el martes 28 de diciembre del 2010.
Este libro se presentara a fines de febrero del 2011 en Madrid, evento al cual están desde ya invitados a participar.

Enviar sus textos a estos mails:
leozelada@yahoo.com
lordbyronediciones@yahoo.com

Les agradezco por confiar en mi selección y edición de esta antología hispanoamericana y a Lord Byron Ediciones la editorial independiente más importante de América Latina. En lo personal me hallo muy contento y feliz de haber sacado a luz estas ediciones de la antología con lo mejor de la literatura actual, mostrando al público hispano las nuevas voces de nuestra América.

Reciban un cordial abrazo desde Madrid-España.
Atte
Leo Zelada
Poeta y editor de Lord Byron Ediciones

Blog de Lord Byron Ediciones:
http://lordbyonediciones.blogspot.com/
Blog de Leo Zelada (Rubén Grajeda):
http://leozeladabrauliograjeda.blogspot.com/

O Natal já passou? Por Olinto Simões

Muita gente acha, ou pensa que sim. Eu digo que "Não". O que passou foi uma festa cristã, que a maioria dos cristãos só se lembra de comemorar no dia 25 de dezembro.

O que comemoram é o aniversário de nascimento de Jesus, inegavelmente, um "Grande Homem".

No entanto, o aniversário é dele, mas, todos dizem uns aos outros, "Feliz Natal", que originalmente quer dizer, "Feliz Nascimento".

Essa já é a uma incoerência. Outra é que amanhã, segunda-feira, os chamados, "Sentimentos Natalinos", já terão desaparecido. As pessoas voltarão aos afazeres normais, sem lembrar o que faziam há apenas, três dias.

Na seqüência ilógica da vida, todos estarão se preocupando com o "Passar De Ano", com o que vestir, (se a coisa da cor tal, representa isso ou aquilo), o que comer, (se a carne tem que ser do bicho tal porque ele faz isso ou aquilo), onde passar, (porque depende de como agir para que o ano novo seja isso ou aquilo).

Enfim, as pessoas continuaram como eram, nada mudou.

A mediocridade espraiada, com ondas às vezes grandes outras, pequenas marolas, entretanto, na média da maré vivente, continuam medíocres.

Da minha parte, desejo do fundo de meu coração, que a cada dia, ao despertar, você perceba que nasceu novamente, (poderia ter morrido durante a noite), ou como dizem, os mais adiantados místicos ou filósofos, "O Sono É Uma Pequena Morte". Então receba de minha parte, reafirmo, o meu "Feliz Natal Pelo Seu Despertar".

Ah.., e sobre "Jesus", viva como ele ensinou, mas, o que ele ensinou sobre a vida, não o que algumas religiões querem que você viva, se sacrificando por outrem, se flagelando, se martirizando. Ele deu demonstrações fantásticas de "Verdade, Integridade, Ética", e porque não dizer, até de "Santidade".

É aquela cara, foi, e continua sendo..., "GRANDE".

No "Ano Novo" escrevo mais sobre a minha maneira de ver como as pessoas se conduzem. Quem quiser que aguarde.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Feliz Natal e Próspero 2011!

Amigos, leitores e colaboradores. Foi muito bom conviver com vocês em 2010. Esperamos que em 2011 seja melhor ainda. Saímos em férias e retornamos no próximo mês de março. Ou a qualquer momento em edição extraordinária. Boas festas, paz e muitos dias e noites felizes no ano todo.


TRÊS COISAS

Fernando Pessoa

De tudo ficam três coisas:
A certeza de que estamos sempre começando...
A certeza de que precisamos continuar...
E a certeza de que seremos interrompidos antes de terminar.
Portanto, devemos:
Fazer da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...

Do sonho, uma ponte...
E da procura... um encontro!


====
Canção de Natal
Reinaldo Godinho
Para ouvir a música clique AQUI!

Paraná, 157 anos!

Paraná, 157 anos!
CID DESTEFANI

Estamos de aniversário, comemoramos a data da instalação da Província do Paraná por Zacarias de Góes e Vas­­concellos, seu primeiro presidente. A emancipação da província de São Paulo já tinha sido lavrada por dom Pedro II em agosto de 1853. Quatro meses depois, no dia 19 de dezembro, o ilustre baiano assumia o cargo iniciando o caminho de mais de um século e meio ao Paraná da atualidade.

A nossa História está cravejada de fatos importantes, que se estendem desde a de­­­­marcação da Baliza de Lages, junto ao Rio das Pelotas, quando os então Campos de Curitiba faziam divisa com a futura província de São Pedro do Rio Grande do Sul, para onde os tropeiros curitibanos levaram usos e costumes, por exemplo o uso da erva-mate no chimarrão.
O caminho foi longo, levamos mais de duzentos anos para nos libertarmos do título de comarca. A conquista do território foi vagarosa em direção ao Oeste, até Guarapuava. Por largo tempo, o Norte do Paraná se referia à Vila de Cer­­­­ro Azul. A conquista do Sul se ateve ao Vale do Rio Iguaçu.

O Norte Novo foi desbravado no começo da década de 1930; o conhecido como Novíssimo ainda estava para se instalar no limiar de 1950; assim como o Sudoeste começou a ser ocupado na mesma época. Se no começo a economia era sustentada pelos tropeiros, que, indubitavelmente, participaram na divulgação da erva-mate, tornando-a um ciclo econômico importante logo após a exploração do ouro.

Veio a época da madeira com a devastação da imensa floresta de pinheiros, que cobria desde a Serra do Mar até as barrancas do Rio Para­­­ná. Esse ciclo econômico es­­­moreceu dando sucessão ao café, a grande economia que desenvolveu não só o Norte como todo o Paraná. A rubiácea marcou o seu apogeu por volta do centenário do estado, incluindo também o início de sua decadência logo em seguida, vítima de violenta geada.

Hoje o Paraná tem sua economia calcada nas produções agrícola e pecuária, que vem lhe permitindo também o desenvolvimento industrial, cultural e tecnológico. Vive­­­mos numa terra desbravada por gente de todos os rincões do Brasil e de quase todas as etnias europeias e asiáticas. Somos um cadinho de raças e um repositório de culturas, somos paranaenses.


Foto: Zacarias de Góes e Vasconcellos com sua esposa, Ana Carolina, em 1853 – mesmo ano em que foi instalada a Província do Paraná.
Fonte: Publicado em 19/12/2010 no jornal Gazeta do Povo

Asas, por Glória Kirinus

Asas

Meu Deus, já é dia 23
e o presépio de Natal
ainda não foi montado!

Como não?

Encima do lustre velho
um sabiá chamado José
e uma sabiazinha Maria
bicam palha daqui e de lá
moldando com o corpo
um aconchego de ninho.

No meio de tantas penas
e de tantas despedidas
- quem não tem? -
esses pássaros de sempre,
ensaiam abraços de asas,
carregando uma estrela.

Uma coroa de advento
completa numa porta
seu ciclo de ciprestes.
E a eterna palavra fim
anoitecida de sonhos
madruga um recomeço..

Meu Deus, já é dia 24
e o presépio de Natal
ainda não foi montado!

Como não?

O lustre velho balança
um berço inusitado no ar.
As janelas descortinam
e se abrem de sim em sim....

Mas qual o motivo
de tanto silêncio?

É que nasce no presépio
de um sabiá chamado José
e de uma sabiazinha Maria
a própria palavra Nascimento.

Glória Kirinus

Trovas de Natal, por Vânia Maria Souza Ennes

Sinto abrir meu apetite
ao lembrar natais antigos,
mesa farta, sem limite,
com avós, primos e amigos.

Que o natal traga a engrenagem
da paz... do amor... da magia,
unindo o sonho à linguagem,
ao mundo azul da poesia...!

Seja o Novo Ano Bendito,
sob acordes da justiça:
- Faça a paz por veredicto...
Cante o amor em voz maciça... !!!

Vânia Maria Souza Ennes – Curitiba – PR

sábado, 18 de dezembro de 2010

Placa em homenagem aos trovadores: Praça São Francisco de Assis em Curitiba

A União Brasileira de Trovadores - UBT-Curitiba recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente - SMMA, uma placa em homenagem aos Trovadores, na Praça SÃO FRANCISCO DE ASSIS, padroeiro dos trovadores. Com o intuito de registrar a homenagem, aconteceu em 17 de dezembro de 2010, na Praça São Francisco de Assis, reunião de Trovadores - membros da UBT-Curitiba. Na oportunidade homenageou-se São Francisco de Assis, com a leitura de sua Oração, após o que foram lidas/declamadas diversas trovas, eis abaixo algumas das mesmas.

Praça Francisco de Assis:
Entre árvores, chuva e flores
para esse encontro feliz
Reúnem-se os Trovadores!
Janske Schelenker
*

Esta praça homenageia
São Francisco, a fauna e as flores,
pelos versos que semeia
o maior dos trovadores.
Nei Garcez
*

São Francisco, São Francisco!
Como é bom ver este santo
no lugar de um obelisco
dando nome a este recanto!
Maria Aparecida Pires
*

Natal é uma festa linda,
festa de luz e esplendor,
que nos rememora a vinda
De Jesus, Nosso Senhor.
Orlando Woczikosky
*

Natal é uma festa linda,
Festa linda, sem igual,
como nunca vi, ainda,
Mais linda que a do Natal.
Orlando Woczikosky
*

Não vim para te dar um beijo,
vim pra te dar muito mais,
vim dizer que te desejo
O melhor dos teus Natais!
Orlando Woczikosky
*

Natal, glória calorosa
marco de paz e de luz,
nasce a vida tão mimosa
do magnânimo Jesus!
Vidal Idony Stockler
*

Belém, pequena cidade,
nasce Jesus, uma flor!
a luz da felicidade,
enriquecendo seu valor!
Vidal Idony Stockler
*

Bom amigo trovador,
intenso, querido e leal,
é para nós condutor
desta Festa de Natal!
Lygia Lopes dos Santos
*

A trova, que dita ao vento,
tal qual o vento, é fugaz;
existe..., por um momento,
e o próprio vento a desfaz!
Maurício Norberto Friedrich
*

Seja a Praça São Francisco
repleta de trovas... flores...
e sirva de “bom aprisco”
para nós, os trovadores!
Maurício Norberto Friedrich

Veja algumas fotos do evento, clicando sobre o albúm:
UBT-Curitiba - Praça São Francisco de Assis

Difusão cultural: Primeiros Jogos Florais de Mérida Venezuela










Clique sobre as imagens para visualizá-las em seu tamanho original.

Saudação aos novos centristas 2010, por Neumar Carta Winter

Centro de Letras do Paraná
Saudação aos novos centristas 2010

Neumar Carta Winter

Senhor presidente, Des. Luís Renato Pedroso, demais membros que integram a mesa de honra e autoridades presentes, novos centristas, meus amigos confrades, convidados, senhoras e senhores,
Reza o Estatuto do Centro de Letras do Paraná, em seu art. 17, letra “b”:
“A Assembleia Geral reunir-se-á, ordinariamente ... em dezembro de cada ano, para apreciação do relatório social e financeiro do exercício, posse dos novos associados admitidos no quadro social e comemoração da data da fundação do Centro e emancipação política do Paraná”.
Como se vê em obediência ao Estatuto, é esta uma solenidade densa de significados e que se repete, a cada final de ano.
E a data a ser comemorada é, precisamente, o 19 de dezembro, por evocar dois eventos históricos:
1º- em 19 de dezembro de 1853, ocorre a Instalação da Província do Paraná, tendo, como seu primeiro presidente, Zacarias de Goes e Vasconcelos, cujas instruções recebidas do governo imperial foram: “após instalar a Província, habilitasse o Ministério do Império com informações minuciosas sobre o estado em que se encontrasse a instrução pública, a agricultura, o comércio, a migração e a indústria em geral, lembrando e propondo todas as medidas que parecessem mais azadas e eficazes para conseguir-se o desenvolvimento de qualquer destes ramos”(Romário Martins, in “História do Paraná”, pp. 416/417);
2º- conforme consta do nosso Estatuto, no art. 1º- “O Centro de Letras do Paraná, fundado nesta Cidade de Curitiba, capital do Estado do Paraná, aos 19 dias do mês de dezembro de 1912, ... tem por finalidade concorrer para o progresso cultural do Estado, desenvolvendo, na forma do presente Estatuto, programas literários e artísticos”.
Ocorre, neste momento, um verdadeiro resgate histórico, como se revivêssemos o exato instante, aquele registrado na primeira ata da primeira assembleia, quando um grupo de intelectuais paranaenses, sob a presidência de Euclides Bandeira, reunia-se nas dependências da redação do Diário da Tarde, situado na Rua XV de Novembro, para (palavras textuais da primeira ata) “a criação, nesta Capital, de um centro de letras, com o fim de concorrer para o progresso mental do Estado, publicando uma revista, editando livros, fazendo conferências, etc”.
Os anseios desse primeiro grupo adquiriram concretude.
Hoje, é realidade este patrimônio físico do Centro de Letras, consolidado em 1953, sob o governo de Bento Munhoz da Rocha Neto, sob a responsabilidade do engenheiro Elato Silva.
Hoje, é realidade o acervo de nossa biblioteca, com mais de vinte mil volumes.
Hoje, é realidade o encontro semanal de seus membros e aficionados, às terças-feiras, 5 horas da tarde, para uma programada sessão literomusical, aprovada antecipadamente em assembleia, cujas palestras desenvolvem temas atuais.
Hoje, é realidade a Revista do Centro de Letras, com uma tiragem bianual, veiculando a produção literária dos autores paranaenses contemporâneos, alguns, de realce internacional.
Hoje, é realidade o ingresso anual de novos integrantes, nesta confraria.
As paredes deste templo de cultura, este teto ogivado intencionalmente, assim construído para oferecer melhor efeito acústico, conservam, certamente, a perene presença da manifestação expressiva das muitas personalidades que consubstanciaram a respeitável história de quase uma centena de anos.
Poetas e cronistas, historiadores, romancistas e músicos que ocuparam este espaço, esta tribuna, vozes, às vezes, inflamadas e vibrantes, às vezes, pausadas e suaves, musicais, emotivas, sonoras, serão ouvidas, se, em silêncio, permanecermos por alguns instantes; então, sensibilizados, comungaremos com toda a compacta e altissonante expressão literária paranaense de todos os tempos.
Vibram as vozes passadas e presentes, em harmoniosa orquestração, sob a batuta dos muitos presidentes eleitos, sob a gentil condução, hoje, do Desembargador Luís Renato Pedroso, que concentra, em suas mãos, toda a história destes exatos noventa e oito anos do Centro de Letras do Paraná.
E é com grande satisfação que cumprindo o exarado no Estatuto, recebemos, empossando, dezenove novos associados, aos quais, dando as boas-vindas, congratulamo--nos com cada um, considerando quão preciosa, promissora e enriquecedora será toda essa renovada possibilidade de consolidação e crescimento do patrimônio intelectual deste nosso Centro de Letras do Paraná.
E para finalizar, com a devida licença do senhor presidente, lanço uma sugestão e um desafio: seja constituída, nos albores de 2011, uma comissão para resgatar os dados que contam a história desta casa de cultura, concretizando-os em obra a ser lançada dentro de dois anos, para comemorar, em 19 de dezembro de 2012, os cem anos do Centro de Letras do Paraná.
Curitiba,14 de dezembro de 2010

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

UBT-CURITIBA CONVIDA PARA ENCONTRO NA PRAÇA SÃO FRANCISCO DE ASSIS

CONVITE

A União Brasileira de Trovadores - UBT-Curitiba recebeu da Secretaria Municipal do Meio Ambiente - SMMA, uma placa em homenagem aos Trovadores, na Praça SÃO FRANCISCO DE ASSIS, padroeiro dos trovadores.

Rua Victor Ferreira do Amaral esquina com rua Frei Orlando - bairro Tarumã.

Convidamos Trovadores, Poetas, Amigos simpatizantes da TROVA, para um encontro no local, dia 17 de dezembro, às 10h30m, momento em que faremos o registro do acontecimento.

CONTAMOS COM SUA PRESENÇA.
CONVIDE SEUS AMIGOS.

Leve suas trovas para declamar.
Maria da Graça Stinglin de Araújo
Presidente

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

COM A PALAVRA: LUIS RENATO PEDROSO

A alegria por dirigir o Centro de Letras do Paraná

“A alegria é o sol das almas: ilumina a quem possui e reanima a quantos recebem os seus raios”. (São João da Cruz).

1. - INTRÓITO:

Mais um exercício cumprimos a frente de nosso Cenáculo. Tão prazeroso é o nosso convívio neste Templo de Cultura, que o cognominamos, de “Segunda Casa de todos nós”.

Bem por isso, a alegria de todos os momentos, que hoje culmina, domina-nos inteiramente, fazendo-nos evocar o pensamento do mestre de vida espiritual, São João da Cruz, que Teresa de Jesus chamava de seu “Pequeno Sêneca”, e que nosso confrade, hoje imortal da Academia Paranaense de Letras, Jeorling J. Cordeiro Cleve nos lembra, mui apropriadamente, encimando esta fala.

Na realidade, tradicional entidade cultural, fundada em 19 de dezembro de 1912, prestes a completar cem anos, como nosso Universidade Federal do Paraná, a mais antiga do Brasil, o nosso Centro de Letras do Paraná vem se notabilizando pela promoção de importantes eventos, reunindo o que há de melhor no meio intelectual de Curitiba.

A solenidade de hoje, ocaso de muitas realizações no decorrer de 2010, presta-se para a rememoração de tudo que foi feito, lembrando os pródomos da criação do soldalício homenageando a província paranaense e recepcionando os novos associados.

Saudamos, portanto, com todas as veras do coração, aqueles que aqui estão gratos pelo prestigiamento sempre dispensado.

Sejam bem-vindos e que as Graças Divinas recaiam sobre os seus familiares!

2. - Cultura, Responsabilidade Histórica:

Templo de Cultura, como apontado, orgulhamo-nos em pertencer ao Soldalício de Euclides Bandeira e Emiliano Perneta, usufruindo para nosso gáudio e de tantos que para aqui acorrem, de momentos de entretenimento intelectual e convívio fraterno.

Entendemos a cultura tal como nos expõe a escritora e imortal da renomada Academia de Letras do Vale do Iguaçu, Fahena Porto Horbatiuk, em magnífico escrito da Revista daquela academia, verbis: “A cultura, em uma definição simplificada, é tudo que aprendemos, e que não nasceu conosco, não é genética. Sob a batuta da palavra mágica cultura, abre-se um enorme guarda-chuva, que comporta muitos apelos, exigindo o direito à vida, um lugar na sociedade e o direito de criar novas referências. A cultura, como direito à criação, traz um campo de esperanças e de possibilidades reais, para os processos culturais, num momento em que a modernidade se afirma, sufocando heranças milenares, diferenças, construindo uma noção de cidadania que desconhece fraturas oriundas da modernização. Hoje se visa à desconstrução da cultura oficial e celebrista e a afirmação da memória dos sujeitos plurais que constroem a cidade”.

Daí, porque, este Cenáculo guarda alentada biblioteca com mais de vinte mil títulos e obras raríssimas, produto, na maioria, da criatividade paranaense, promovendo encontros semanais, em sessões literomusicais, exposições, recitais, concertos e lançamentos de produções literárias e, até, concursos de monografias, como o fez, recentemente, no meio universitário curitibano, sob o tema “Barão do Serro Azul, o homem, o empresário, o herói da História do Paraná”.

Complementando, edita, semestralmente, a apreciada “Revista do Centro de Letras do Paraná”, contendo artigos, crônicas, poesias, notícias e comentários, cujo nr. 56 está no prelo.

Cumprimo-nos, assim, a Missão Histórica: fazer e divulgar a cultura!

3. - Um pouco do que foi feito:

Desafortunadamente, por falta de maiores recursos, a diretoria, com a valiosa contribuição dos associados e pessoas de boa vontade, conseguiu, parcialmente, aquilo a que se propunha.

Contando com a módica mensalidade de dez reais ou anuidade de cem reais, a locação de algumas unidades a valor bastante módico e auxílio financeiro do Banco Bradesco, graças ao empenho pessoal do benemérito vice-presidente Antonio Bornia, que nos destinou, em duas parcelas, quarenta e cinco mil reais, e da Binacional Itaipu, através do confrade e meu conterrâneo Jorge Samek, que está nos remetendo quinze mil reais, como o fez, em vinte mil reais ao final do exercício anterior, temos sobrevivido, a duras penas, com muita economia...

Por outro lado, a exceção da Fundação Cultural de Curitiba, que nos brinda com a gravação dos eventos, o Poder Público nada oferece e, pelo que sentimos e lamentamos, também às demais entidades.

Remunerando, condignamente, os eficientes servidores e procedendo reparos para a conservação dos próprios do Centro de Letras do Paraná, determinamos a pintura dos edifícios Euclides da Bandeira, este onde estamos e Emiliano Perneta, o em anexo, com troca de persianas e reforma total de um outro apartamento, bem como,a reconstrução do telhado deste auditório.

Não nos é possível, no momento, apresentar o balancete correspondente, como seria do nosso agrado, o que, porém, será feito ao final da gestão.

Demais disso, fomos agraciados, para enriquecimento de nossa biblioteca, com noventa e sete livros, bem como, um computador, este por nímia gentileza de nossa confreira Lygia Lopes dos Santos.

A secretaria, por seu turno, expediu mais de noventa, quase cem ofícios, convites e comunicações, enquanto recebeu outros tantos, afora jornais, boletins e publicações várias. Finalmente, foram realizados quarenta e um eventos literomusicais, inclusive reuniões da Diretoria e Conselho Fiscal, bem como, da douta Academia Paranaense da Poesia, com ênfase à premiação dos vitoriosos no “Concurso de Monografia sobre o Barão do Serro Azul, retro mencionado.

Como ponto alto e relevante deste período, destacamos a significativa “Homenagem do Instituto Neo Pitagórico”, ocorrida no último dia 05, no Templo das Musas e que muito nos honrou e sensibilizou, por isso que se trata de respeitabilíssima instituição de caráter místico-moralista, fundada pelo saudoso paranaense Dario Velozzo e dirigida, por muitos anos, pelo inesquecível professor Rosala Garzuza, que sempre consideramos uma das maiores expressões culturais de nossa terra, com o atributo de “homem santo”.

Eis, em síntese apertada, o que significa e significara o ano de 2010, para o Centro de Letras do Paraná.

4. - Epílogo:

Não devo fazê-lo, todavia, sem cumprimentar e louvar os nossos confrades e confreiras, convicto de que muito poderão oferecer, em prol da cultura e da confraternização.

Somos e seremos, tal como aconteceu no passado, bastante receptivos, em acolhendo, carinhosamente, aqueles que enriquecem o corpo associativo, o que será melhor demonstrado, não só pela intérprete neste ato, senão, também, no decorrer dos dias, porque reforçada estará, mui valorosamente, a nossa vanguarda no bom combate, em prol da cultura!

Reiterando o agradecimento pela colaboração de tantos, notadamente dos que aqui se encontram, erguemos prece a Deus Menino, cujo Natal vivenciaremos em breves dias, para que a todos prodigalize com muitas benções e Graças, ofertando esta Oração, da nossa caríssima Adélia Maria Woellner.

Obrigada, Senhor,
por tudo que me deste
pela vida, os sentimentos, o dom;
pela sensibilidade,
pelos momentos de inspiração;
pela dor, as lágrimas, o sofrimento,
pela alegria e, até felicidade,
pelo poder de dar colorido à emoção.
Obrigada, Pai
pelo amor todo que me deste,
pelo amor que foi capaz de conceber
pelo meu corpo e minh’alma,
pelo amor que pude, também,oferecer.
Obrigada, Senhor
pelo que já pude resgatar, nesta vida,
pelas lições que me foram dada a aprender,
pelo privilégio
das vidas que de mim nasceram,
pelo que pude dar de afeto e compreensão;
pelas mãos e ouvidos amigos que me cercaram,
nos momentos turvos de aflição...
Obrigada, Senhor
por este momento de paz e gratidão,
por este poema que brota com humildade...
Recebe-o, Pai!
E se não for pedir demais, tem piedade
de mim e de toda a humanidade,
e protege a todos
com teu manto de infinito perdão...”


Curitiba, 14 de dezembro de 2010.
Luis Renato Pedroso
Presidente.

Veja abaixo algumas imagens da Sessão Magna do Centro de Letras do Paraná, realizada em 14 de dezembro de 2010.

Sessão Magna

Lançamento do Livro Conchas História e Lendas de um Vale Perdido, de José Carlos Veiga Lopes e Luizita A. Teixeira

Aconteceu no Centro de Letras do Paraná no último dia 07 de dezembro o lançamento do Livro Conchas História e Lendas de um Vale Perdido, de autoria conjunta de José Carlos Veiga Lopes e Luizita A. Teixeira. Durante o prestigiadissimo evento, prestou-se homenagem póstuma a José Carlos Veiga Lopes.

Abaixo, algumas fotografias do evento. Para visualiza-las, basta clicar sobre o album.

Lançamento do Livro Conchas: História e Lendas de um Vale Perdido

Fotografias: Posse de Vânia Ennes na Academia Feminina de Letras do Paraná

Academia Feminina de Letras do Paraná


Para visualizar as fotos, clique sobre o album.

Aconteceu em Novembro de 2010

Veja abaixo algumas imagens de eventos realizados em Curitiba, pela Academia Paranaense da Poesia e Centro de Letras do Para. Para visualizar as fotos, basta clicar sobre os albuns.

Academia-Oficina Permamente Poesia

Centro de Letras do Paraná
Almoçando com Música e Poesia

Prêmio LiteraCidade - 2ª Edição

Prêmio LiteraCidade - 2010 - 2ª Edição

Poemas (sonetos), contos (minicontos) e crônicas - tema livre

Após o resultado positivo e a relativamente boa aceitação da primeira versão deste prêmio, os professores Abilio Pacheco e Deurilene Sousa - organizadores da Antologia Literária Cidade e outras ações na área de letra, livros, leitura e literatura - promovem este prêmio literário com o intuito de incentivar novos talentos literários, valorizar produtores literários já existentes e trazer a lume para o público da Região Norte estes nomes, de modo a valorizar, incentivar e promover a leitura.

1. Diretrizes

1.1 - Podem participar autores que escrevem em língua portuguesa devendo enviar textos inéditos sob pseudônimo, conforme o gênero:

Poemas: até 03 poemas de, no máximo, duas páginas;
Sonetos: até 03 sonetos;
Contos: até 02 contos de, no máximo, quatro páginas;
Mini-contos: até 5 mini-contos;
Crônicas: até 03 crônicas de, no máximo, três páginas;

2. Inscrições até o dia 20 de dezembro de 2010

2.1 - Por email: escrever no assunto "premio literacidade segunda edicao" para o email:
editoraliteracidade@uol.com.br. Cada texto em um arquivo separado, bem como a folha de identificação (com as informações citadas em 2.2) e cópia do comprovante de depósito da taxa de inscrição;

2.2 - Via correios: enviar os textos sob pseudônimo num envelope maior (onde deve ficar também cópia do comprovante de depósito da taxa de inscrição) e num envelope menor lacrado a identificação do autor: nome completo, nome literário, pseudônimo empregado, título(s) do(s) texto(s), endereço completo (não esquecer o cep), RG, data de nascimento, telefone para contato (inclusive DDD), email (mesmo que de um amigo) e breves dados biográficos (no máximo 7 linhas). Declaração de concordância com o regulamento e de cessão dos direitos autorais do texto, se premiado, para compor o livro objeto deste concurso. Do lado externo do envelope pequeno escrever pseudônimo e título(s) do(s) texto(s).

Observação: as três vias dos textos a serem encaminhados para os jurados serão reproduzidas pela comissão organizadora. Assim, quem se inscrever pelos correios bastará enviar uma via de cada texto.

3. Das inscrições:

3.1 - A inscrição no concurso é de R$ 20,00 por categoria, o que corresponde à aquisição antecipada de um exemplar da publicação objeto deste concurso (já inclusa a taxa de correio). Para inscrição nas três ou mais categorias, o participante efetuará a inscrição no valor de R$ 50,00 equivalente a aquisição de três exemplares da publicação citada. Ou seja, quem se inscrever nas 5 categorias, não precisará efetuar uma inscrição de R$ 100,00.
3.2 - O valor das inscrições poderá:
a) depositado no Banco do Brasil, ag 3702-8 conta corrente 17278-2 Titular: Abilio Pacheco de Souza;
b) depositado no Banco do Brasil, ag 3-5 (três dígito cinto) cc 23.296-3 Titular: Deurilene Sousa;
c) apenas a taxa de R$ 50,00 poderá ser através de boleto bancário ou cartão de crédito (solicite informações por email)
d) através de cheque remetido dentro do envelope.
3.3 - Endereço para postagem: Caixa Postal 5098 - CEP 66645-972 - Belém-PA.

4. Premiação
A premiação consistirá na publicação dos textos no livro Prêmio LiteraCidade - 2ª Edição.

No mínimo 10 poemas, 5 contos, 5 crônicas, 3 sonetos e 5 mini-contos e, no máximo, 30 poemas, 10 contos, 10 crônicas, 10 sonetos e 20 mini-contos (a critério da comissão julgadora), serão publicados no livro "Prêmio LiteraCidade - 2ª Edição".
Os autores dos textos premiados receberão a título de premiação 10 exemplares, sem mais custos.
4.1 - Não haverá prêmio de edição com convite para edição cooperativada.
4.2 - Não haverá premiação distinguindo classificação ordinária (primeiro, segundo, terceiro.) nem menções.
4.3 - O mesmo autor poderá ter textos premiados em apenas três das cinco categorias, de modo a contemplar uma quantidade maior de premiados.

5 - Demais Informações:

5.1 - A comissão julgadora será formada por pessoas com reconhecida competência na área.
5.2 - O resultado será divulgado no blog: premioliteracidade.wordpress.com
5.3 - Informações pelo email: editoraliteracidade@uol.com.br.
5.4 - Os casos omissões serão resolvidos oportunamente pela comissão organizadora ou pela comissão julgadora, ou por ambas, conforme o caso.
5.5 - Os inscritos poderão acompanhar se seu texto chegou pelos correios ou via email, no blog do prêmio (inscrições recebidas), onde serão publicados os pseudônimos dos autores cujos textos nos chegaram.
5.6 - Autores residentes em outros países e que escrevem em Língua Portuguesa podem participar. Entretanto, devem indicar um endereço postal no Brasil para envio dos livros.
Abilio Pacheco & Deurilene Sousa
==========

O livro resultado da primeira edição está em preparação e a maioria dos autores participantes já receberam provas de páginas para darmos continuidade ao processo editorial.
Você pode ver a lista dos premiados na primeira edição em:

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

lançamento do Livro 24 Quadros, dia 14/12, na Cinemateca


Dia 14 de dezembro às 19h,
Llançamento do Livro 24 Quadros
- uma viagem pela Cinelândia Curitibana,
com a apresentação dos filmes:
Chapeuzinho Adolescente e Quebra Cabeça.

A Saga - Trailler

Da terra vermelha brotou o sangue




Finalizadas todas as filmagens da série-filme "A SAGA", em Piraí do Sul, Imbituva, Porto União e União da Vitória. Para assistir no tamanho original acesse:
http://www.youtube.com/watch?v=tBV2jhhlpdw

Pausa Companhia até 19/12, no Espaço Dois


Clique sobre a imagem e saiba mais

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Curitiba em 1936 por Isabel Sprenger Ribas

video


Texto relativo ao Vídeo da Cidade de Curitiba.
Isabel Sprenger Ribas

Algumas alusões sobre este vídeo da Cidade de Curitiba, que no próximo ano receberá prazerosa, os componentes da Turma Tamandaré/Academia Militar das Agulhas Negras, 1953.
Era o ano de 1936. Naquele tempo, quem escreve este texto possuía 03 anos e morava em Curitiba ha dois anos, vinda de Paranaguá, terra portuária do Estado do Paraná.
Como era usual às crianças da época, eu acompanhava meus pais em todas as suas atividades de lazer. Pequeninas crianças iam ao cinema, aos parques da cidade, às Igrejas e às compras, que eram poucas.
O possuir ficava sempre substituído pelo sentir e pelo expressivo viver, em seu sentido máximo.
Ou pelo menor poder aquisitivo ou por concepções pessoais assim é que nós vivíamos meus pais e eu, uma única filha.
Inexplicavelmente, este vídeo trás à tona, originárias de cantos recônditos e desconhecidos, as lembranças daqueles dias e dos posteriores a este momento da vida de uma criança ainda tão pequena.
Lá está a Catedral, onde casamos o João e eu, em 1953 e onde nossos três filhos foram batizados; A Universidade Federal do Paraná, primeira do Brasil, orgulho dos paranaenses;
O Portal do passeio Público, logradouro de presença obrigatória da ainda restrita população da época. Este portal foi feito aos moldes de outro, existente em Paris, o do Cemitério de Cães;
A Rua XV de Novembro, hoje destinada apenas ao trânsito humano, atual Rua das Flores;
Outras ruas também de mais movimento, onde já se vê muitas mulheres, com suas roupas domingueiras. Mulheres que iam ocupando o seu devido espaço, caminhando sós, apressadas, independentes, em busca de uma autonomia sufocada por anteriores tabus milenares. Já convivendo em meio externo com a população masculina, fato que nas décadas passadas não ocorria;
As propagandas, tímidas que, no entanto eram tão ousadas neste tempo, entre tantos outros lugares de destaque nesta cidade...
Tudo tão bom de lembrar, não nostalgicamente, mas com infinito prazer por pensar que de lá até agora tanto tempo passou e que aqui ainda estamos todos nós, vivendo este novo tempo que nem sempre é melhor em todas as vivências. Mas que, indiscutivelmente, é o nosso...

Esta Curitiba, agora muito transformada, por ora, neste aperitivo de entusiasmo, curtam a música do vídeo, também tão bonita.

Museu Guido Viaro apresenta: Madrigal em Cena


Clique sobre a imagem e saiba mais

Paraná em Trovas, uma Seleção de Vânia Ennes


Clique sobre a imagem e leia algumas trovas


Prezado amigo poeta-trovador!

Encontra-se disponível à venda o livro “Paraná em Trovas”, uma Seleção de Vânia Ennes, com mais de 600 Trovas de autores do Brasil e exterior. Renda em benefício da UBT Seção de Curitiba - Ajude a divulgar!

Esse livro foi lançado, primeiramente, nos Jogos Florais de Santo Domingo, na República Dominicana – Caribe. Em seguida, nos Jogos Florais de Curitiba – Paraná. E, por último, em Tijuana, Baja Califórnia – México.

Faça um bom investimento
depois de toda essa cena,
compre agora, sem lamento,
é barato e vale à pena.

Sinto você encorajado,
vinte reais a unidade...
mais o frete a ser cobrado:
- Mate a curiosidade!

Pedidos e confirmação do depósito para o e-mail: vaniaennes@yahoo.com.br

Valor da remessa para os Estados Brasileiros como Impresso Módigo:
R$ 20,00 (livro) + R$ 6,00 (Correio) = Total a ser depositado: R$ 26,00
Prazo de entrega de 5 a 7 dias úteis.

Valor da remessa para o exterior
R$ 13,20 (livro) +20,00 (Correio) = Total a ser depositado: R$ 33,20

Conta para depósito: BANCO ITAÚ
Favorecida: UNIÃO BRASILEIRA DE TROVADORES SEÇÃO DE CURITIBA
Agência: Nº 3813
Conta Poupança nº 07807-2

Saudações Trovadorescas
Vânia Maria Souza Ennes
Curitiba – Paraná - Brasil

Palavra sem Teto - Lançamento

As edições CADERNOS DE POÉTICAS - realizadas por ACASA, espaço de arte, & Rock Leituras, manifestações literárias - vem para promover publicações artísticas no Paraná, buscando a difusão nacional. A coleção lançará diversos artistas locais em edições limitadas e especiais afim de fomentar produções independentes. Traz nesse primeiro caderno "Palavra sem teto", volume de poesia com autoria de Rafael Walter.

Livro: "Palavra sem teto"
Autor e Editor: Rafael Walter
Tiragem: 200
Impressão: Rock Leituras & ACASA
Lançamento:
19 dez (dom)
Horário: 19h19
Local: ACASA
R.Benvindo Valente, 312 - S.Francisco
41- 3203 2852

LIVRO VARAL ANTOLÓGICO

REGULAMENTO PUBLICAÇÃO DO LIVRO VARAL ANTOLÓGICO

A. SOBRE O LIVRO.
Será composto por diversos escritores, os quais poderão publicar textos em quatro páginas e uma minibiografia, com seus contatos, sites e blogs. O tema será livre. As inscrições ficam abertas até 31 de dezembro de 2010. Os interessados devem enviar textos em formato Word, espaço 1 (simples), letra Times New Roman e minibiografia de no máximo dez linhas, anexado ao e-mail (Textos e biografias recebidos incorporados ao e-mail não serão recebidos e nem publicados). Junto com os textos, enviar endereço completo, com CEP e telefones de contato.

Obs.: Cada autor responderá perante a lei por plágio, cópia indevida ou outro crime relacionado ao direito autoral. Não será selecionado nenhum texto com conteúdo racista, preconceituoso, que faça propaganda política ou contenha intolerância religiosa ou de culto.

O livro terá as seguintes características:

Número de páginas: 4 por autor mais 1 de biografia, contando o trabalho final com no máximo 250 páginas.
Formato fechado: 14 x 21 cm.
Temos duas editoras selecionadas e desde que seja escolhida a que nos der o melhor orçamento dentro da qualidade/preço exigidos, comunicaremos a cada autor assim como os detalhes da confecção do livro.

B. CUSTOS.

A participação de cada autor para publicar seus trabalhos é de R $ 200,00 (duzentos reais), que serão depositados na conta abaixo discriminada.

Banco Bradesco
Agência 0359
Conta Corrente 22792-7
Em nome de Jacqueline Bulos Aisenman

O recibo e trabalhos inscritos devem ser enviados via e-mail para varaldobrasil@bluewin.ch

Serviços incluídos, sem custo para os autores participantes:
Composição e fechamento do arquivo da capa por conta da editora contratada.
Diagramação do miolo do livro por conta da editora contratada.
Emissão de ISBN junto à Fundação Biblioteca Nacional [FBN].
Emissão da Ficha de Catalogação junto à Câmara Brasileira do Livro [CBL].
Depósito Legal [um exemplar obrigatório será enviado à FBN].
A revisão ortográfica e gramatical será feita por conta da editora contratada, sem custo para os autores que deverão, no entanto, autorizar as modificações antes da impressão do livro.
O envio dos livros para cada autor não está incluído.

C. LANÇAMENTO.

O livro será lançado em Florianópolis, em março de 2011 com a presença dos organizadores do livro e de todos os autores que puderem comparecer. O evento será amplamente divulgado pelos organizadores da antologia, em sites de literatura e imprensa em geral, para os quais serão enviados releases constando os nomes dos participantes do livro.

D. EXEMPLARES NORMAIS E AVULSOS.

Cada autor terá direito a quinze exemplares, que serão enviados pelos correios.
Os escritores participantes poderão adquirir exemplares avulsos do livro, mediante contrato com os organizadores.

E. ADESÃO

Os autores participantes preencherão ficha de adesão que poderá ser enviada por e-mail ou pelos correios. Ao enviar seu texto o autor está ciente deste regulamento e concorda com os todos os itens aqui descritos.
O participante será o detentor dos direitos autorais dos seus textos. Nem a revista, nem os organizadores ou a Editora escolhida, terão direito sobre os textos.
Cada participante terá o direito, se assim lhe convier, de realizar lançamento do livro em lugar de sua escolha, desde que se responsabilize por todas as despesas - preparativos para lançamento, custos administrativos e convites – pertencendo também ao participante o valor das vendas do livro. Para tanto, o participante apenas deverá entrar em contato com a revista através do e-mail varaldobrasil@bluewin.ch para que o número de exemplares lhe seja enviado mediante pagamento (preço da editora / remessa), notando-se aqui a antecedência requerida.

Ficha de inscrição para o livro VARAL ANTOLÓGICO

Nome completo:
Nome literário (como você deseja que seja publicado):
Endereço para correspondência (e para envio dos exemplares):
( ) Publicar ( ) não publicar endereço postal.
E-mail para contato: ( ) Publicar ( ) não publicar e-mail.
Telefone: (_____)
Local e data de nascimento:

Síntese biográfica:
--------------------------------------
--------------------------------------

Título(s) do(s) texto(s): Gênero (poema, conto, crônica)

------------------------------------------
------------------------------------------
------------------------------------------
------------------------------------------
------------------------------------------

Com o envio dos textos estou concordando com a seguinte Autorização:Autorizo os organizadores do livro VARAL ANTOLÓGICO a publicar o(s) texto(s) citado(s), numa das páginas da publicação supra. Declaro para fins de direito que o(s) texto(s) é (são) de minha autoria e que sobre ele(s) responderei por plágio ou por qualquer outra acusação que se fizer. Estou ciente também que dou por quites os direitos autorais de meu(s) texto(s) após o recebimento dos exemplares e que os exemplares remanescentes da publicação após a distribuição entre os autores participantes e as cortesias feitas pelos organizadores serão disponibilizados para venda.

Assinatura: ____________________Data: ____/_____/_______

Para nosso controle (favor não preencher):Volume:___1
Quantidades de páginas_5_- Quantidade de exemplares _15_.Valor da cota:R$ 200,00.
Enviamos as provas das páginas em pdf dia:____.Ratificou a prova dia:_____________
Pagamento efetuado dia/s: ______. Página/s de controle: ________
Livros enviados no dia: _______. Recebimento confirmado: _______.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Posse novos membros do Centro de Letras do Paraná.

Convite:

O Centro de Letras do Paraná tem a honra de convidá-lo e a sua família para Sessão Magna comemorativa do 98 aniversário de sua fundação, posse de novos Associados e a Emancipação Política do Paraná.

Dia: 14 de dezembro de 2010.
Hora: 17 horas
Local: Auditório deste Centro

* Apresentação do Coral Artecanto.
com a Maestrina Helena Moreno
.

Novos Associados:

Ademilson Paulino Soares
Alcione Lüne Webwr Behrendt
Antonio Roberto de Oliveira
Carlos Moritz Vicente Gomes
Gleuza Salomon
José Evane Dutra
José Manoel Schorr Malca
Leandro Ayres França
Luiz Caproilhone Erbano
Maria da Graça Stinglin de Araújo
Miguel Angel Almada
Ubiratan Lustosa
Zélia Maria Nascimento Sell
Zuleima Guerreiro Magaldi

Associados Correspondentes:

Antonio Bernardino de Sena Neto
Amani Spachinski de Oliveira
Edmundo Blader
Emanoel Fay Mota da Fonseca

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Natal e Capital, por Fahed Daher

Natal ®
Fahed Daher
-

Natal é o nascimento de Cristo e que veio para ensinar a vida espiritual. Poucos querem entender e a mídia faz do Natal o momento do domínio do mercado.
E se faz o contraste entre a cena bíblica que nos conta os dramas de José e Maria nas peregrinações, em conseqüência dos éditos romanos. As realidades de hoje, num mundo de consumismo e de adoração da mercadoria. Paganismo consumista onde o templo, está lotado de mercadores.
Não sei se Cristo, ressuscitando, teria condição de repetir a façanha da expulsão dos mercadores do templo, dado o volume e a extensão dos diversos mercados.
Panfletos, folhetos, jornais, emissoras de rádio, televisões exaltam cada casa comercial propondo mercadorias de todos os tipos e oferecendo vantagens de preços e prazos.
O noticiário da televisão, mostrando lojas iluminadas e enfeitadas com mercadorias múltiplas em exposição onde o locutor com voz estudada e impostada anuncia:
“” As lojas estão prontas e ornamentadas para atender aos consumidores e a previsão é de que o comércio deverá faturar, neste Natal, 10 por cento a mais do que no natal passado.”
José e Maria tiveram de abandonar a casa, pois um édito romano obrigava a um senso, cada um se apresentando em sua cidade de origem.
Chegados a Belém não encontraram hospedagem.
“” Use seu décimo terceiro salário para as compras de natal e concorra ao sorteio de um carro zero quilômetros e uma viagem para Porto Seguro, terra de excitação.
Finalmente José e Maria encontram abrigo num estábulo e neste lugar Maria deu à luz a um menino que foi colocado numa manjedoura.
Dentro da loja a gravação toca... ”Noite feliz. Noite de paz. O Senhor, Deus do amor...” a seguir o locutor anuncia: “” Estas jóias servem de presente para sua namorada ou para sua esposa.Você pode comprar hoje o seu presente de natal e passar a pagar somente em Janeiro, sem juros. “”
Nesta noite o anjo apareceu a alguns pastores e a estrela brilhante apontava para o local do nascimento de Jesus. Os Reis magos seguindo a estrela encontraram a família e dando graças ao Senhor, presentearam com ouro, incenso e mirra.
”As lojas iluminadas de múltiplas lâmpadas, chamando fregueses aos quais são ofertadas mercadorias variadas: -importados, eletrônicos, carros, jóias...” pagamentos a prestação e sem juros.” - enquanto a música de fundo enche o ar com” Feliz Natal! Feliz Natal. Nasceu o menino Jesus.
“Herodes manda matar as crianças de menos de dois anos, tentando destruir aquele que, lhe disseram os profetas, teria nascido para ser o rei dos judeus”.
”O baile de natal no clube recreativo oferece bufe com bebidas importadas e finas a 500 reais a mesa e a banda do tcham com a dança da bundinha.”
Maria e José de joelhos diante do filho Jesus, oram e dão graças a Deus pela benção do nascimento.
Com bom vinho e bom champanhe, a cerveja gelada não pode faltar e a geladinha “chama” fará a exaltação da alegra natalina. Sua compras podem ser pagas com cheque pré - datado enquanto você usufrui das festas.
José e Maria, com o filho Jesus envolto em mantos pobres continuam a marcha para o destino da vida e do amor.
Estes contrastes precisam ser esquecidos? Ou devem ser sempre lembrados? Talvez lembrados para não confundirmos faturamento com nascimento e saldo com salvo ou cristão com violação.
Importa, agora, irmos ao real. Mas vamos alegres ao real, Real de Realeza de festa e de beleza, recuperando a espiritualidade Cristã, que leva à disciplina, ao humanismo e à doação, sem renuncia da vida, mas auxiliando vidas, vendo a infância e a juventude que desejam diferenciar o certo do errado, para seguir os caminhos de Cristo.
Crer em Deus, não para negociar o reino dos céus, mas para fazer da terra o primeiro dos paraísos, caminho para o reino celeste.

=========
NATAL lll ®
Fahed Daher

O Natal que nós queremos
que lembra o caminho da paz,
é o momento em que se faz
a concentração da Fé
em tudo aquilo que cremos
de Cristo, Maria e José.
O Natal é festa, sim,
alegria, exaltação,
riso, presente, oração,
o encontro da família,
seguindo, de Cristo, a trilha
do amor real, da humildade.
Não é no carro, na jóia,
no traje mais elegante,
no jantar extravagante,
que se fará a honraria
ao nascimento sagrado
desta criança que um dia
nos mostrou o certo e o errado.
Festa, sim, com oração,
alegria, o baile, a vida,
a festa tão exigida
depois da meditação
do culto, a missa, a novena
e a consciência serena
que nos leva à salvação.
Mas, deixando o pessimismo
o descaso ou o cinismo
num abraço muito terno,
vibrando no amor fraterno
que nos veio de Jesus…
O afeto que nos conduz
enche a alma de alegria,
no encontro de cada dia
coração a coração
no comando de Maria
e do sentido Cristão..


- Médico – Apucarana - Paraná
Governador 95/96 Distrito 4710 de Rótary International
Academia de Letras de Londrina
Academia de Letras Artes e Ciências Centro Norte do Paraná.
Rua Dr. Nagib Daher- 595 Apucarana Pr (86.800-040)
Centro de Letras do Paraná – Academia de Letras José de Alencar.
ddaher@sercomtel.com.brr

10º CONCURSO LITERÁRIO GUEMANISSE DE CONTOS E POESIA

10º CONCURSO LITERÁRIO GUEMANISSE DE CONTOS E POESIAS
www.guemanisse.com.br
editora@guemanisse.com.br
concursoliterario@guemanisse.com.br

Objetivando incentivar a literatura no país, dando ênfase na publicação de textos, a GUEMANISSE EDITORA E EVENTOS LTDA. promove o 10º CONCURSO LITERÁRIO GUEMANISSE DE CONTOS E POESIAS, composto por duas categorias distintas:

a) Contos;
b) Poesias.

o qual será regido pelo seguinte

REGULAMENTO

1. Podem concorrer quaisquer pessoas, de qualquer país, desde que os textos inscritos sejam em língua portuguesa. Os trabalhos não precisam ser inéditos e a temática é livre.

2. As inscrições se encerram no dia 07 de FEVEREIRO de 2011. Os trabalhos enviados após esta data não serão considerados para efeito do concurso, e, assim como os demais, não serão devolvidos. Para tanto será considerada a data de postagem (correio e internet).

3. O limite de cada CONTO é de até 6 (seis) páginas e as POESIAS é de 2 (duas) páginas. Os textos devem ser redigidos em folha A4, corpo 12, espaço 1,5 (entrelinhas) e fonte Times ou Arial.

4. As inscrições podem ser realizadas por correio ou pela internet da forma seguinte:

a) Via postal (correio): os trabalhos podem ser enviados em papel, CD ou disquete 3 ½ para Guemanisse Editora e Eventos Ltda. CAIXA POSTAL 31.530 – CEP 20780-970 - Rio de Janeiro – RJ;

b) Internet: os trabalhos devem ser enviados, em arquivo Word, para o e-mail concursoliterario@guemanisse.com.br (com cópia para) editora@guemanisse.com.br

5. Os textos - Contos ou Poesias - devem ser remetidos em 1 (uma) via, e, em folha (ou arquivo, no caso de Internet) separada, conter os seguintes dados do concorrente:

a) nome completo;
b) nome artístico, com o qual assina a obra e que será divulgado em caso de premiação e/ou publicação;
c) categoria a que concorre;
d) data de nascimento / profissão;
e) endereço completo (com CEP) / e endereço eletrônico (e-mail).

6. Cada concorrente pode realizar quantas inscrições desejar.

7. Para as categorias CONTOS E POESIAS, o valor de cada inscrição é de R$ 32,00 (trinta e dois reais), podendo o autor inscrever até 2 (dois) textos por inscrição, conforme o ítem 3 deste Regulamento. Os valores devem ser depositados em favor de GUEMANISSE EDITORA E EVENTOS LTDA, na Caixa Econômica Federal, Agência 2264 – Oper. 003 – Conta Corrente Nº 451-7

8. A remessa do numerário referente à inscrição, quando feita do exterior, deve ser efetuada somente através dos correios;

9. Os comprovantes de depósito (nos quais os concorrentes escreverão o nome) devem ser remetidos para Guemanisse Editora e Eventos Ltda. pelo correio, pela internet (escaneados) ou para o fax (21) 3734-2005. Nenhum valor de inscrição será devolvido.

10. Os resultados serão divulgados pelo nosso site www.guemanisse.com.br, pela mídia e através de circular enviada (por e-mail) a todos os participantes, no dia 07 DE ABRIL de 2011.

11. Cada Comissão Julgadora será composta por 3 (três) nomes ligados à literatura e com reconhecida capacidade artístico-cultural. Ambas as Comissões podem conceder menções honrosas ou especiais.

12. As decisões das Comissões Julgadoras são irrecorríveis.

13. Para cada Categoria (CONTOS E POESIAS), a premiação será nos seguintes valores:

a) Premiação em dinheiro:

1º lugar: R$ 3.000,00 (três mil reais) e publicação do texto em livro;
2º lugar: R$ 2.000,00 (dois mil reais) e publicação do texto em livro;
3º lugar: R$ 1.000,00 (mil reais) e publicação do texto em livro.

b) Premiação de publicação em livro:

Os textos premiados, inclusive os que forem agraciados com MENÇÃO HONROSA e/ou MENÇÃO ESPECIAL, serão publicados em livro (sem ônus para seus autores, inclusive de remessa postal) e cada um destes autores receberá dez exemplares, a título de direitos autorais. Os direitos autorais subseqüentes a esta edição são de propriedade dos seus autores, não tendo a Guemanisse nenhum direito sobre os mesmos. Esta edição específica não poderá ultrapassar a tiragem de 2.000 (dois mil) exemplares, e os livros restantes desta edição serão preferencialmente distribuídos por bibliotecas e escolas públicas.

14. A inscrição no presente concurso implica na aceitação plena deste regulamento.

1° Concurso Internacional de Poesía “Trofeo el Memorioso. Por Jairo Gerak Millalonco Velásquez

El Consulado por Chiloé [Chile] del Movimiento Poetas del Mundo [PPdM], convoca a participar en el “1º Concurso Internacional de Poesía “Trofeo el Memorioso” 2010. Certamen que se organiza en el marco del PRIMER ENCUENTRO DE POETAS DEL MUNDO “CAMINO AL SUR” - UNE TRAWÜN WALMAPU WIRINTUKUFE “WILLI RÜPÜ MEW”, actividad que se desarrollará del Sábado 19 al lunes 28 de febrero 2011 en Santiago, la capital chilena, la Isla de Chiloé y la Región de los Lagos, a más de Mil kilómetros al Sur de Santiago en pleno corazón del país mapuche.

El certamen instaurado por Poetas del Mundo Chiloé, constituye un homenaje a la figura del Memorioso, ave de la creencia popular Chilota. Dícese que las plumas de esta ave eran buscadas para ponerla en medio de los libros y/o cuadernos de los niños, a fin de que estos consigan un mayor rendimiento académico.

1º Se convocará en dos categorías:
a] Nacionales mayores de 18 años
b] Extranjeros mayores de 18 años

2º Tema libre.

3º Cada autor podrá presentar una única obra. La extensión de cada obra será de 200 versos [líneas] como máximo y 100 versos como mínimo pudiendo constar en un solo poema o conjunto de poemas. Las obras deben ser rigurosamente inéditas y no haber sido premiadas en otro certamen.

4º Los trabajos se presentarán exclusivamente por correo electrónico al mail trofeoelmemorioso@gmail.com, adjuntándose dos archivos, en uno la obra en letra tamaño 12 y en el otro los datos biográficos básicos [nombre, pseudónimo, nacionalidad, dirección, edad, [si pertenece a alguna institución de educación señalarlo también]. En el asunto debe señalarse: Trofeo “El Memorioso”, además de la categoría en la que participa [Nacional o internacional]

El plazo de recepción de las obras vence impostergablemente el día 15 de enero 2011 a las 24:00.

6º El jurado estará presidido en la Categoría Nacional por el destacado Poeta Chilote, Nelson Antonio Torres, y en el ámbito internacional será presidido por el Poeta Cubano Pepe Sánchez. Los demás integrantes del jurado se harán públicos oportunamente.

7º Cualquier situación extraordinaria que no esté contemplada en las bases será dirimida por los jurados.

8º Se otorgarán 3 premios por categoría.
Los primeros lugares se llevarán el “Trofeo el Memorioso” que será la figura de esta típica ave tallada en madera por un artesano chilote y incrustaciones de oro, además de una medalla y un llole [canasto chilote] con libros.
Los segundos lugares se llevarán una medalla con la figura del memorioso tallada. Además de un “llole” con libros
Terceros lugares ídem. Cada uno de los premiados llevará también un Diploma de Honor, y su respectiva publicación en la revista internacional de literatura, “calle B”. Y en el Boletín Oficial de Poetas del Mundo: “NOTICIAS - NEWS - NOUVELLES - NOTIZIE - NACHRICHTEN – NYHETER”, de circulación mundial [en este boletín, en principio, no se publican premios, pero por tratarse de un certamen de nuestra organización, se hará la excepción]
Demás estímulos como premios se harán saber oportunamente.

9º La Premiación se llevará en el mes de febrero del 2011, en el marco del primer encuentro internacional de poesía “Camino al Sur” en la Ciudad de Castro. Los ganadores del concurso se comprometen a hacer todas las gestiones posibles para asistir a la ceremonia de premiación.

10° La sola participación en este certamen implica la aceptación de las bases.

11º La Organización del Concurso s
e reserva el derecho de difundir y publicar las obras ganadoras. Sin fines de lucro.

12º Se recomienda guardar copia de las obras, ya que estas no serán devueltas por la organización.

Mayores Informaciones:
trofeoelmemorioso@gmail.com

Poesia de Natal, por Dária Farion





Feliz Natal em ouro bordado, em coro cantado,
Põe a alma em sintonia com holística harmonia
Essa alegria, essa energia aquece corações,
Num cenário lindo vivificamos emoções.

A beleza carinhosamente preparada, faz o clima,
Do coração onde florescem os edelvais, explode a festa em nós.
Mais forte que existir é ser espelho de Tua alma Jesus,
Estiolando sombras, rebrilhando perlas, amando.

Vem,
Vem Jesus, desse festim participar,
No amor dos corações renascer.

Data : 25 de dezembro
Local : todos os lares
Horário: todos os fusos.

Dária Farion

Museu da Fotografia recebe exposições internacionais


São duas exposições: "Desautorizado", da artista Stine Eriksen,
com curadoria de Peer Golo Willi e "Brugnera",
do artista Brugnera, com curadoria de Andrés Castilo Vildósola.

Clique sobre a imagem e saiba mais.
Espaço cultural: Museu da Fotografia Cidade de Curitiba
Data(s): 10/12/2010 a 20/02/2011.
Horários: De terça a sexta das 9h às 12h e das 13h às 18h
sábados e domingos das 12h às 18h.
Ingresso: Gratuito

A Magia do Natal


Dias 13 e 14 de Desembro - 20:30hs
Teatro do SESC-PR
saiba mais clicando sobre a imagem
O Concerto terá uma Orquestra composta somente por mulheres,
assim como o Coral. Que apresentarão músicas de Natal do Mundo.
Edilene Guzzoni
Produtora Cultural
Sesc Água Verde
3342-7577/9615-5757

4º Prêmio de Empreendedorismo - inscrições abertas


Clique sobre a imagem e saiba mais ou
acesse para maiores informações o site